quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

Padaria e Pastelaria Brasil fabrica doces típicos da ilha de São Jorge



Fátima Brasil lançou-se no negócio da padaria e pastelaria em 1996, fazendo o pão caseiro e as bolachas secas no forno a lenha que tinha em casa. Dez anos depois, mudou o negócio para as instalações que hoje acolhem a Pastelaria e Padaria Brasil, na freguesia do Topo, na ilha de São Jorge, e hoje tem já sete mulheres a trabalhar consigo. As famosas espécies de São Jorge, feitas à base de pão ralado e com um sabor forte a funcho (erva doce), são as mais procuradas pelos turistas que visitam a ilha, sobretudo nos meses de Verão.

Mas na Padaria e Pastelaria Brasil fabricam-se também os esquecidos, os coscorões – muito apreciados nas festas do Espírito Santo -, as rosquilhas brancas e de água ardente, os caramelos, os suspiros e os torresmos, entre outra doçaria.

Diariamente, a padaria fabrica e distribui os produtos nos mercados da ilha, e vende também para as ilhas vizinhas do Pico, Faial e Terceira, estando também já nas prateleiras da Loja dos Açores, em Portugal Continental. Agora, «gostaria de exportar para outros países, sobretudo os esquecidos, as espécies, as rosquilhas fervidas, e as bolachas recheadas», afirma Fátima Brasil.





Sem comentários:

Enviar um comentário